sexta-feira, 4 de novembro de 2016

DIÁRIO DA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL - MARÇO DE 1915



01 de março de 1915 - Nos Dardanelos: arrastões de pesca britânicos, equipados como caça minas e com tripulações em grande parte civis, começam um trabalho de duas semanas para limpar o estreito de minas.


02 de março de 1915 - Nos Dardanelos um almirante britânico telegrafa a Londres; Que se o tempo cooperar ele chegará a Constantinopla em duas semanas.



03 de março de 1915 - No Ahwaz, na Pérsia, perto da hidrovia Shatt al-Arab, um pequeno ataque de forças britânicas é forçada a recuar com pesadas perdas, por uma força turca e árabe maior.



04 de março de 1915 - Contando galinhas: Os Aliados da Tríplice Entente - Rússia, França e Grã-Bretanha - começam conversações secretas sobre como dividir as terras do Império Otomano.



05 de março de 1915 - Na Grécia, o primeiro-ministro Venizelos renuncia, depois que o rei, cuja esposa é alemã, se recusa a se juntar à aliança com as nações da Tríplice Entente, e em vez disso abre negociações de Tratado com a Alemanha.



06 de março de 1915 - ataques austríacos nos Cárpatos são novamente repelidos. Eles recuam na Bucovina.



09 de março de 1915 - Nos mares ao redor da Grã-Bretanha, a Alemanha está a realizar plenamente a sua força contra a marinha mercante, afundando quatro navios de carga em locais separados da cabeça do St Abbs, na Escócia, para Liverpool Bay no oeste e no canal Inglês, no sul. A maioria das tripulações foram resgatadas, mas 52 marinheiros mercantes perderam suas vidas.



10 de março de 1915 - Na Batalha de Neuve Chapelle, as tropas britânicas e canadenses tentam romper a linha alemã. Depois de de 10.000 mortes de cada lado ao longo de quatro dias, a batalha é descrita como um "sucesso tático e um fracasso estratégico" para as forças aliadas, chega-se a conclusão que " A Inglaterra terá que acostumar-se a perdas muito maiores do que aqueles de Neuve Chapelle antes de esmagar o Exército alemão "



11 de março de 1915 – Os britânicos alcançam progressos perto Neuve Chapelle, ocupando a vila de l'Epinette, situada entre Bruxelas e Roterdã.



13 de março de 1915 – A batalha em Neuve Chapelle termina com ganhos britânicos limitados a uma área de dois quilômetros de profundidade e três quilômetros de largura, com uma perda de 7.000 britânicos e 4.200 soldados indianos, mortos ou feridos. Os alemães sofreram perdas semelhantes e 1.700 de seus soldados foram feitos prisioneiros. Entretanto os ganhos não puderam ser explorados.



14 de março de 1915 – O cruzador alemão Dresden é destruído.



16 de março de 1915 - O 1º Batalhão de Fuzileiros do Real Munster deixa Avonmouth no oeste da Inglaterra, com destino aos Dardanelos em Gallipoli.




18 de março de 1915 – Nos Dardanelos: forças navais britânicas e francesas atacam forçando os turcos a abandonar o forte de Chanak, que está em ruínas. Este ganho vem, no entanto, a um custo pesado em termos de navios perdidos (incluindo três navios de guerra) e marinheiros mortos. Os aliados se retiraram e começam a alterar os seus planos, concentrando-se agora no desembarque de tropas em Gallipoli, abandonando o ataque naval para chegar a Constantinopla.



19 de março de 1915 - Alemães atacam fortemente nos Vosges.




21 de março de 1915 – O Exército francês recupera o território perto de Notre Dame de Lorette.




22 de março de 1915 – No Front Oriental: Depois de um cerco de 133 dias, as tropas russas finalmente vencem a fortaleza austríaca de Przemysl, capturando 120 mil soldados austríacos e 700 peças de artilharia.



24 de março de 1915 – O general alemão Liman von Sanders é nomeado para comandar O 5º Exército turco em Gallipoli.




26 de março de 1915 - O Exército indiano sob as ordens dos ingleses defendem Miranshah, no Rio Tochi no Waziristão do Norte (hoje parte do Paquistão), a partir de uma grande força de "insurgentes" (lashkars, do sul do Afeganistão).




28 de março de 1915 – Um carro de combate francês foi o primeiro protótipo daquilo que seria um tanque de guerra, projetado e construído a partir de dezembro 1914, graças a esse blindado os ingleses construíram em dezembro de 1915 o primeiro tanque de guerra da história, o Willie.




30 de março de 1915 - Na Grã-Bretanha, depois que Lloyd George “ Chanceler do Tesouro” denunciou que os gastos com bebida se tornou um inimigo do esforço de guerra, o rei George V declara que a casa real deve se abster de consumo de bebidas alcoólicas enquanto durar a guerra "


                                    

Nenhum comentário: