quarta-feira, 8 de junho de 2016

APRESENTAÇÃO DIÁRIO DA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL



Ilustrações: Tim van Broekhuizen
Adaptação de texto para o Brasil: Max Wagner


A Primeira Guerra Mundial é uma fonte de inspiração para muitos artistas. O conflito aconteceu cem anos atrás. Agora,  no seu Centenário aparecem muitos livros, documentários e filmes. Também tiras em quadrinhos  são construídas inspiradas na Grande Guerra.


 Tim van Broekhuizen

O quadrinista holandês Tim van Broekhuizen ficou surpreso  quando percebeu que o foco sobre a Primeira Guerra Mundial na Holanda não vai muito além dos fatos históricos: 1 milhão de refugiados na Bélgica, as atividades alemãs na França, os ataques de gás em Ypres. Além disso, limita seu próprio conhecimento da Primeira Guerra Mundial. Van Broekhuizen decidiu  desenhar em formato de quadrinhos  a Grande Guerra, para resgatar a história para os Países Baixos.

 Em 28 de Junho de 2014, o dia em que a guerra eclodiu exatamente cem anos atrás, ele começou a publicar seus quadrinhos sob o título The Great Day –  Diário da Grande  Guerra . Ele vai continuar até 28 de junho de 2019, o dia em que o armistício foi assinado  há cem anos.

 Van Broekhuizen não incide sobre os fatos abstratos e os grandes números. Todos os dias ele desenha um evento. Se este evento é importante ou não, será visto mais adiante.

Ao trazer um pouco da verdade em um foco por dia, ele espera que o leitor possa se mover no momento do conflito e identificar-se com as pessoas que viviam àquela época. Torna-se um desenho animado em que o leitor tem a sensação de jogar junto com a Primeira Guerra Mundial. Para quebrar a imagem icônica da Grande Guerra  em preto, branco e cinza,  Broekhuizenz faz seus desenhos em cores. Isso dá de acordo com ele uma nova perspectiva sobre este evento histórico.


 O diário é em Inglês, tornando-o acessível a pessoas de todo o mundo. Enquanto isso, seus seguidores da Espanha, Austrália, Polônia, África do Sul, Canadá,  Reino Unido, e Brasil através da figura do escritor e historiador Max Wagner, que publica os desenhos de Broekhuizen e adapta os textos para o português no seu blog A Última Poesia. Max é autor do romance Do Orgulho Nasce a Guerra, onde ele retrata a Primeira Guerra Mundial. O quadrinista Van Broekhuizen deseja que seus desenhos  sobre a Grande Guerra  sejam reunidos e  um dia se tornem um livro.

Nenhum comentário: