quarta-feira, 18 de setembro de 2013

A Crueldade da Guerra

A tristeza nos olhos de Hans dizem muito. Ele era apenas uma criança lutando em uma guerra de adultos. Foto: John Florea/LIFE Magazine/Getty Images
A Segunda Guerra Mundial foi uma das guerras mais cruéis pela qual o mundo passou. Ela não era um conflito só entre países, ou apenas interesses políticos e que só envolvia adultos; ela estava em todos os âmbitos, estava nas cidades, dentro das casas e puxava todos para o conflito, inclusive as crianças.
Foto: John Florea/LIFE Magazine/Getty Images
Hans-Georg Henke pode ser considerado o rosto dessa guerra, a face da tristeza. Em todas as suas fotos, tiradas poucos dias antes dele ser capturado pelos soldados russos, mostra apenas uma criança assustada, sem rumo em meio ao caos e aos bombardeios vindo das tropas russas.  Hans caiu em lágrimas, uma vez que seu mundo havia ruído, tudo a sua volta estava destruído e seu país não era mais o mesmo. Quando entrou para a Luftwaffe tinha apenas 14 anos. Ele não se alistou para a frente de batalha porque gostava da guerra, mas porque precisava sobreviver; seus pais haviam morrido e ele se separara dos irmãos. O pai morrera em 1938 e a mãe em 1944.
Foto: John Florea/Getty Images
Henke entrou para o esquadrão anti-aéreo alemão para se sustentar. Quando o conflito acabou, o menino de 15 anos andou 60 milhas (cerca de 96 km) buscando alcançar as linhas americanas, pois tinha medo de ser capturado pelos russos. Por fim, foi pego pelos soldados russos, em 3 de abril de 1945.
Foto: John Florea/Getty Images
Foto: John Florea/Getty Images
No momento em que se encontrou com as tropas russas, em meio aos bombardeios contra os soldados alemães, diversas fotografias foram tiradas pelo fotógrafo John Florea e seu rosto ficou conhecido como um dos símbolos da crueldade da guerra. Após o fim do conflito e já capturado, os russos alimentaram o menino e outros soldados que estavam com ele e depois mandaram que todos fossem para suas casas.  Hans-Georg voltou para sua cidade natal em Finsterwalde, se reencontrou com os dois irmãos e iniciou uma nova vida. Morreu em 6 de outubro de 1997, após ter uma vida plena, porém suas fotos eternizaram para sempre o semblante de uma criança em meio à guerra.
Foto: John Florea/Getty Images
Foto: John Florea/Getty Images

Nenhum comentário: